@'~ Rubra Rosa

RPG, Anime, cinema, música, animais, crafts, papercraft, toy art, cultura steampunk, subcultura gotica, web, cultura popular, etc. Há muita coisa no mundo e tudo se compartilha!

Subscribe
Orkut
Tumblr

De todas as criaturas e monstros clássicos de ficção, os que mais sofreram ao longo desses anos com releituras desnecessárias e versões imbecis foram, sem dúvida, os vampiros. Vide Blade, onde os vampiros usam PROTETOR SOLAR pra sair no sol; ou Entrevista Com o Vampiro, com os vampiros mais frescos da galáxia (o filme é fódo, mas que eles são frescos, aahhhh eles são). Eis que agora chega aos cinema Twilight, mais novo filme com um vampiro como protagonista e ídolo teen. E como falar mal de coisas que estão na moda vai SEMPRE estar em moda, aí vai mais um post com o selo de sarcasmo garantida KD Corp.

E, aaah, antes de começar, queria mandar um beijo pra Iionegai (é, eu não sei o nome dela mesmo e já que ela fica puta se eu chamar de Net, vai ficar assim mesmo), pra Natz e suas skillz no Photoshop, pra Yasmin e pra Jack, que me pouparam o imenso trabalho de ler o livro/ver o filme, pro Rafael que deu a inspiração pro tema, pra Clara e Maria Laura que tão começando agora no mundo dos blogs e eu resolvi dar esse empurrãozinho inicial aqui (e que também são fãs de Twilight e com certeza não vão gostar desse post - NÃOMEBATAMPORFAVOR) e pra Dona Leda, empregada aqui de casa, que faz um café delicioso, sem o qual nada disso aqui seria possível. BRIGADO XUXA.




Uia!


7 - Johnny Bravo tem INVEJA dele.
E nesse tópico aqui, Edward Cullen merece não apenas ser respeitado, mas também palmas. Afinal, um cara que ostente seis metros de topete acima da cabeça, merece e DEVE ser aplaudido de pé.


ISTO é um topete respeitável!
O tempo e trabalho dedicados pra construir essa cabeleira toda deve ser superado apenas pelo de montar um castelo de 30 metros com cartas de baralho no topo do Everest. Defintivamente, não é pra qualquer um.

6 - Self-control: he is the master of it
Edward Cullen é, antes de tudo, um exemplo de auto-controle. Ele é a verdadeira personificação de tudo o que pregam os livros de auto-ajuda e o budismo, em carne, osso e gel para cabelo, e exploraremos cada aspecto desse auto-controle nesse e nos próximos tópicos. Vamos começar pelo que chama mais atenção, a princípio: ele não bebe sangue humano.


- Quanta criatividade! QUANTA CRIATIVIDADE!!!
Além de ser uma idéia GENIAL e NUNCA ANTES VISTA NA HISTÓRIA DA LITERATURA/CINEMA, Edward ainda se mostra um verdadeiro gentleman ao não dar nem uma beliscadinha no pescoço branquinho e lisinho de Bella dando sopa bem ali, em mais um grande exemplo de sua fibra moral e ética impecável.

A autora provavelmente esqueceu do significado da palavra VAMPIRO, mas a gente perdoa, vai.

5 - Ele é o bom moço que toda mãe pediu a Deus
Além de todas essas qualidades, Edward Cullen ainda segue à risca o mantra "sexo só depois do casamento". Tanto é que ele esperou cem anos e quatro livros pra poder dar sua primeira bimbada, estabelecendo um novo recorde de Mais Tempo em Abstinência Sexual e quebrando a marca de quatro décadas outrora conseguida pel'O Virgem de 40 Anos. Se você já achava difícil participar da No Fap Week e pensa que ser virgem aos 16 anos é tempo DEMAIS, tente imaginar o que são CEM anos sem afogar o biscoito, molhar o óleo, trocar o ganso, etc. Mas, ao contrário de VOCÊ, assim que se casam ele pega ela de jeito, taca na cama, 100 anos segurando toda aquela vontade, pá-pá-pá, EEE...


Isso mesmo. Catástrofe. Hematomas, uma cabeceira quebrada e, o pior de tudo, um filho.

Quantas mulheres VOCÊ já deixou com hematomas, seu noob?

4 - Ele consegue se ver no espelho
Claro. Afinal, de que outra forma ele arrumaria aquele topete todo?

3 - Ele é imune à alho, prata, estacas, sol, crucifixos, água benta...
A lenda clássica do vampiro diz que ele é suscetível a dezenas de coisas: desde estacas de madeira no coração a crucifixos e àgua benta. Claro que, com o passar dos anos, a história foi a gosto do autor, mas todos sempre mantinham no mínimo um dos itens acima como verdadeira forma de destruir os malditos. Já Edward Cullen é o primeiro vampiro de todos que simplesmente ignora todos os anos de mitologia e construção da lenda do vampiro e é imune a TODAS as formas de se destruir um descritas acima.

E ele ainda vai mais além: em contato com luz solar, ele não vira poeira, não se carboniza, nem fica ao menos levemente incomodado. Ele... BRILHA. Isso mesmo: BRILHA. Como um... diamante. Lembra daqueles gelocósmicos que vinham na Coca-Cola e brilhavam no escuro? Exato, Edward Cullen é uma espécie de gelocósmico às avessas. Agora você pergunta: "e se eu enfiar uma estaca no peito dele? Ele vira o quê, GLITTER?" Não, meu amiguinho. Não acontece absolutamente nada, afinal, a única forma de matar um vampiro, segundo Twilight, é mutilando todo seu corpo em partes pequenas e ateando fogo, caso contrário as partes vão se juntando, juntando até virar um vampiro inteiro de novo, que nem aquele vilão roxo do filme dos Power Rangers. Mais complicado de matar que barata, pqp.

E o mais legal de tudo é quando ele tá lá, brilhando feito purpurina ao sol, diz: this is the skin of a killer.

The skin of a killer? Você levaria Charles Manson a sério se ele brilhasse feito diamante? Você levaria Mark Chapman a sério se ele brilhasse feito diamante? Você levaria o PUTO do LEATHERFACE a SÉRIO se ele BRILHASSE feito o CARALHO de um DIAMANTE?


CLARO QUE NÃO PORRA!!!

Então porque levar a sério Edward Cullen? Ora, porque ele é um vampiro com um topete assaz. E isso já basta.

2 - Ele consegue fecundar um óvulo
Quando você se torna um vampiro, você morre. Isso é óbvio, fato consumado e de conhecimento geral da nação. E, uma vez morto, a única coisa que não te impede de definhar e ser mais um pedaço de carne putrefata no chão é a energia proveniente do sangue que você bebe, humano ou não. Ele faz com que você ande, fale, etc.

Mas isso não muda o fato de que você está MORTO; logo, seus órgãos não funcionam mais, seu sistema respiratório é simplesmente desnecessário, seu sistema circulatório bombeia apenas o sangue que é inoculado, o digestivo não ingere comida... a mesma coisa de aplica ao sistema reprodutor. Não importa quantas horas um vampiro se tranque no banheiro com uma edição de Busty Asian Beauties, que não vai sair nada senão, no MÁXIMO, pó. Não tem COMO sair alguma coisa, porque um corpo morto obviamente não produz porra nenhuma. Literalmente.

E, mesmo assim, ignorando todas as impossibilidades físicas, lógicas e fisiológicas da situação, Eddie (me sinto mais íntimo agora, véi) não só passa a vara na Bella no quarto livro (sim, demorou QUATRO livros), como eles também têm uma filha. Não me perguntem como, eu só escrevo aqui.

1 - Ele mudou completamente a visão que se tinha sobre vampiros
Pelo menos pra toda essa nova geração que vai crescer lendo e vendo Twilight, aquela imagem de vampiro como vilão da trama agora é passado. Vampiros agora são nada menos do que Zac Efron's com caninos grandinhos e que se alimentam de veadinhos na floresta ao invés do bom e velho sangue humano.

Me chamem de oldshool, saudosista, velho ou ultrapassado, mas eu preferia a época em que os vampiros ainda eram MACHOS!
Fonte: Que diabos?
Matéria redigifa por Luke, um dos autores do blog "Que diabos?"
[Ler mais...]

11 de jan de 2009

Sheryfa Luna - Au revoir




Maman, je ne vais pas bien
J'ai vu le medecin
je suis malade
et bien plus qu'on n'le pensait
j'suis encore jeune
mais j'vais devoir vous quitter
Maman, j'ai peur
dis moi qu'ce n'est pas mon heure

Rappelles le medecin
Demandes lui de verifier
Pour me rassurer,
peut etre qu'il s'est trompé
Certains veulent partir moi je prefere rester
Ce long voyage j'aim'rais tant le repousser

J'aurais tellement voulu te voir vieillir
Te donner un petit fils
J'aurais tellement aimé vivre
Aussi longtemps que toi
Mais dans mon cas
tout cela semble impossible
Car l'Au delà m'aspire
Mon destin doit s'accomplir
Au revoir...

Essuie tes larmes s'il te plait
Faut que tu sois forte
Je suis née en toi
Je veux mourir dans tes bras
J'n'ai rien accomplie
J'n'ai rien fait dans la vie
On n'remarquera même pas que je suis partie

J'aurais tellement voulu te voir vieillir
Te donner un petit fils
J'aurais tellement aimé vivre
Aussi longtemps que toi
Mais dans mon cas
tout cela semble impossible
Car l'Au delà m'aspire
Mon destin doit s'accomplir
Au revoir...

Mais dans mon cas
tout cela semble impossible
Car l'Au delà m'aspire
Mon destin doit s'accomplir
Au revoir ...

Quelle chance de t'avoir pour mère tu es unique
Si magnifique
Tout ton amour ne me fera pas guerir
Maman, j'suis desolée mais je vais devoir partir

J'aurais tellement voulu te voir vieillir
Te donner un petit fils
J'aurais tellement aimé vivre
Aussi longtemps que toi
Mais dans mon cas
Tout cela semble impossible
Car l'Au delà m'aspire
Mon destin doit s'accomplir
Au revoir...

Mais dans mon cas
Tout cela semble impossible
Car l'Au delà m'aspire
Mon destin doit s'accomplir
Au revoir.


Tradução

Mamãe, eu não vou bem
Fui ao médico
Estou doente
E bem mais do que pensávamos
Ainda sou jovem ainda
Mas eu devo deixar vocês
Mamãe, eu tenho medo
Me diga que não é minha hora

Ligue pro médico
Peça pra ele verificar
Para me tranquilizar
Possivelmente ele está enganado
Alguns querem partir, eu prefiro ficar
É longa viagem eu amaria tanto o repouso

Queria tanto de ver envelhecer
Te dar um neto
Eu amaria tanto viver
Muito tempo como você
Mas no meu caso
Tudo isso parece impossível
Pois o além de aspira
Meu destino deve se cumprir
Adeus

E lhe dizer um "por favor"
è preciso que você seja forte
Eu nasci em você
Quero morrer em teus braços
Eu não cumpri nada
Não fiz nada na vida
Não se notará mesmo que eu parti

Queria tanto de ver envelhecer
Te dar um neto
Eu amaria tanto viver
Muito tempo como você
Mas no meu caso
Tudo isso parece impossível
Pois o além de aspira
Meu destino deve se cumprir
Adeus

Mas no meu caso
Tudo isso parece impossível
Pois o além de aspira
Meu destino deve se cumprir
Adeus

Essa sorte de te ter por mãe
És única, magnífica
Todo o teu amor não me fará sarar
Mamãe, eu estou desolada
Mas eu devo partir

Queria tanto de ver envelhecer
Te dar um neto
Eu amaria tanto viver
Muito tempo como você
Mas no meu caso
Tudo isso parece impossível
Pois o além de aspira
Meu destino deve se cumprir
Adeus

Sim, no meu caso
Tudo isso parece impossível
Pois o além de aspira
Meu destino deve se cumprir
Adeus
[Ler mais...]

Não sei que nome dar ao que escrevi ontem. Na verdade a alguns anos não escrevo nd e...escrever tbm não costuma ser bom sinal. Vão entender o motivo se lerem o que postarei logo a seguir. Porém, apesar de não ser lá um bom sinal, me ajuda. É como...uma terapia, assim como é para mim cantar. Expressar-se sempre ajuda...eu acho. Enfim...


Sei como estar a beira da loucura
Aprendi a viver no limite da minha sanidade
Chegar ao inferno e sentir frio
Sem conseguir voltar a normalidade
Sem uma dose de você
Será q isso é saudável...?

A previsão de hoje era de um céu avermelhado
Ou começo a ter alucinações
O próximo passo eu desconheço
Mas tenho medo que seja caminho sem volta

Os pensamentos fogem do controle
Minha própria prisioneira
Prisioneira da minha própria loucura
Consolando a mim mesma
Na falta de uma mão que segure a minha

Um banho quente para passar o frio
A falta de ar, sufocando a força que resta
Estremecer por inteiro, "crise de abstinência"

Vivendo no limite da minha sanidade
O sentimento é de angústia e medo
Um caminho sem volta
Sem ar. Quero respirar.
Isso não é normal.
Só quero alguém que segure minha mão esta noite.
[Ler mais...]